Tags

, , , , ,

[Não… I do not feel like writing in order, sorry]

Para quem ainda não tirou o visto!!

Minha saga começa no domingo anterior, dia de olimpíadas, 29 de julho de 2012.

Como uma boa menina mimada não sei cozinhar, logo, o sr. Vinizidio estava em casa me ensinando. Shame on me! Depois disso comecei a arrumar meus documentos enquanto assistíamos a equipe de ginástica olímpica/artística/rítmica. Somos PHD nisso agora.

Todos os meus documentos tem 2 cópias, inclusive os formulários para preencher, porque uma cópia is too mainstream.

Caça IELTs daqui (dentro do saquinho plástico para não amassar), pegar os dois passaportes (novo e velho) de lá, cartas da CAPES (português, inglês e o envelope, porque vai que eles pedem o envelope, né?), certidão de nascimento (porque eu e o grupo do faceboook acabamos de perceber que precisa levar a certidão de nascimento!!!), Vaf9, todas as outras coisas que apareceram quando eu salvei o formulário do vaf9 (pagamentos e confirmações), não tenho as fotos já que vou tirar lá no dia, o CAS (que a minha querida Keele só me deu o número), dois históricos (português e inglês), tirei cópia até da reserva de passagem aérea. Tá bom né? Nem me lembro mais do que levei.

Problema 1: Preencher o Apêndice 8. Apêndice não é uma palavra horrível? Eu penso no órgão e não em um papel, por isso vou chamar de Appendix que pelo menos fica mais bonitinho.

Procura no grupo do facebook, pergunta para o roommate Manoel Freire, ele fala que alguém publicou um tutorial. Beleza, copiar o tutorial e seja o que a Rainha  quiser!

Os dados? Falta a maioria, acabo achando um rascunho do CAS que Keele me dá uma luz.

Bom faço um rascunho do preenchimento do Appendix 8, o Vi olha para meu trabalho e ri… oras minha letra de forma parece de um troglodita!

Essa ópera termina.

Bom depois disso eu mandei o Appendix para Keele corrigir, mas eles ainda não responderam e já era dia 2 de agosto…

Acabei passando a limpo no dia anterior e quase não dormi de ansiedade. Quando o celular tocou de manhã eu quase pulei da cama.

Passei o dia todo ansiosa e acabei saindo mais cedo do trabalho, peguei o ônibus, o metro, desci, virei para o lado errado andei uns quarteirões a mais, andei mais muitos quilômetros e finalmente cheguei.

Fui feliz me registrar na entrada ( que é toda branca com detalhes vermelhos! I looooove red!), e foi quando o porteiro me deu a terrível notícia de que a máquina de fotos estava quebrada! A de xerox também, mas ainda bem que eu já tinha infinitas cópias de cada documento. Ele todo bonzinho e bem informado me explicou como chegar em uma ótica que tirava a foto nos padrões corretos. Segue a explicação que eu postei no facebook just in case you need!

“Para chegar lá vc continua andando até o começo da alameda santos ou seja dois quarteirões em direção ao metro paraíso, tem uma lotérica, é do lado da lotérica. Os japas SÃO MUITO GENTE BOA! E sabem direitinho como tirar a foto a lá CSF visto britânico! ”

Minha bela foto está acima! Atentem-se para os milímetros! Muita gente teve que tirar outra por causa deles!

Bom voltei para o prédio do VAC, recebi permissão para subir, passei por um detector de metais de filmes! Sabe aquele manual? E apitou!! Para os papéis minúsculos de bis que estavam no meu bolso ¬¬

Entrei, fui chamada, o carinha riu da minha cara pelas milhões de cópias, fui ludibriada a pagar 99 reais pelo SEDEX (o menino que me atendeu omitiu a parte de que podiam ser 92 se eu não requisitasse o serviço de me avisarem por sms do status do meu pacote – Eu sabia que eram 92 reais por causa do facebook, mas acho que o argumento “mas moooço no facebook disseram que era 92 reais e não 99 não era muito válido), mas acho que eu teria contratado anyway

Recomendações:

-Coloquem intercalados os documentos originais e as cópias

-Levem um cartão para pagar pelo SEDEX, não precisa ser internacional e pode ser débito. NÃO PODE SER DINHEIRO!

Peguei umas revistinhas de turismo para Londres que estavam lá por cima (é de graça, oras) e depois tiraram meus dados biométricos, ou deveria dizer, mediram? Enfim, foi tudo bem rápido lá em cima e logo eu estava liberada para viver minha vida de ansiedade até chegar o visto.

[…]

Isso foi em uma quarta, na semana seguinte, terça feira meu visto havia sido emitido. Recebi um e-mail:

UNCLASSIFIED: Your Visa Application at Rio de Janeiro

Has been issued. Your documents will be dispatched the following working day. We want to hear your views on the service we provided, please complete our Customer Satisfaction Survey at: http://feedback.ukba.homeoffice.gov.uk/v.asp?i=37412smumc

Play by the rules or get locked out for up to 10 years if you abuse our immigration laws. This is an automated message, please do not reply to this email.

Pausa para analisar esse e-mail:

1) Primeiro pensamento… has been issued significa que foi emitido? Consultar o facebook. Sim, significa! Fiquei feliz!

2) “Play by the rules or get locked out for up to 10 years” – Porque fingir que não é uma ameaça is too mainstream too, vamos jogar aberto mesmo!!

Na quinta feira meus documentos chegaram. Todos lindos e perfeitos, incluindo algumas cópias. Acho que eles nem seguraram nenhum documento meu ou cópia…

Os SMS e e-mails do consulado foram muito úteis para acompanhar o processo e diminuir a ansiedade. Enfim!

O visto britânico é tão lindo!!! Lindo! Lindo! Lindo! E agora não falta nenhuma etapa! Exceto a CAPES depositar o meu dinheiro, mas isso é detalhe.

“Quem espera, sempre alcança” né?